Bastardos Inglórios: mais uma proeza do Tarantino

16 out

ingloriousbastards

Semana passada fui assistir ao genial “Bastardos Inglórios “, novo filme do inovador Quentin Tarantino, e saí do cinema muito satisfeita. O filme realmente foi mais do que eu esperava. Pra quem já é fã do estilo escrachado Tarantino, não há como não gostar, mas mesmo quem não curte o dretor, garanto que vai dar boas risadas em meio a cenas de sangue, muita violência e piadas de humor negro. É possível? Totalmente ! E por isso o Tarantino é mestre na minha opinião!

Muita gente está criticando e vai criticar dizendo que o filme é “uma viagem” do começo ao fim e nada tem a  ver com a história. Realmente! E quem disse que era pra ter total relação com a história original? Acredito que na verdade o filme abre nossa mente para as possibilidades que poderiam ter acontecido e brinca com isso.

O filme conta a história de soldados judeus americanos que em meio à Segunda Guerra Mundial se concentram em matar nazistas! Admito, pode parecer meio sanguinário da minha parte gostar das cenas em que o tenente Aldo ( Brad Pitt) pede para retirar o escalpo de suas vítimas ou as marca com a suástica na testa para poder identificá-las, mas isso faz parte de uma das técnicas utilizadas por Tarantino, para desmistificar a idéia do personagem bom ou mal, afinal todos são caricatos e bem loucos por sinal.

Aqui tem uma resenha bem bacana e bem escrita pela Marília Martins, correspondente da Globo em Nova York, onde ela explica melhor algumas referências utilizadas por Tarantino no filme.

A Super Interessante também traz umas curiosidades do filme como a cogitação de Leonardo Di Caprio para o papel principal. Bom, o Brad Pitt tá incrível nesse papel e acho que valeu a troca!

E tem também uma crítica por Maurício Stycer. Basta clicar nos links!!

É isso, assistam e se divirtam!

Uma resposta to “Bastardos Inglórios: mais uma proeza do Tarantino”

  1. L u c a s 17 de outubro de 2009 às 1:10 AM #

    Adorei o filme! Muito bom, total Tarantino. Mas vi uma crítica do Pablo Villaça (quase sempre gosto das idéias dele) apontando ‘defeitos’ do filme: http://www.cinemaemcena.com.br/Ficha_filme.aspx?id_critica=7485&id_filme=2824&aba=critica. Fiquei pensando, analisando, mas na verdade não concordei muito com o que ele escreveu. Claro, sempre podemos melhorar, assim como o Tarantino também pode, e acabar se tornando um grande mestre. Porém, atualmente, ele já demonstra muitas qualidades, é inovador sim, e criou um estilo próprio! Por isso não acho que seja certo analisar esse filme com os argumentos do Pablo. Temos que analisar o filme começando pelo fato principal: é um filme do Tarantino!!! Não precisa ter isso, ou aquilo… Não precisa ser sentimental, ou seguir a história verídica. Gostei muito e tenho certeza que muita gente vai gostar. Claro, os fãs do Tarantino amaram, mas quem quiser uma boa diverão e expandir as idéias, também pode assistir que vai curtir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: