Archive | dezembro, 2010

The Creators Project – James Powderly

20 dez

Já conhece o The  Creators Project?

E se a gente direcionasse apenas uma parte de todo nosso potencial criativo para ajudar outras pessoas? Pessoas mesmo, não consumidores, indústria, o mundo. Isso soa muito generalizado pra mim e acho que as vezes pensar micro faz a diferença. Vejam que legal esse exemplo no vídeo abaixo e talvez vocês consigam me entender…rs

Propaganda experimental da BMW e reflexão sobre que caminho a Publicidade está tomando

20 dez

Ando pensando muito no real papel que a Propaganda/ Publicidade desempenha para nós e cada vez mais chego à conclusão de que poderiam ser feitas de uma maneira diferente. Como seria um mundo onde todo o esforço criativo gerado nessas campanhas e o poder exercido por elas sobre nós fosse direcionado para qualquer outra coisa que não fosse o consumo de bens, ideias, serviços.

Quantas vezes vemos um vídeo, uma imagem ou até mesmo um texto publicitário e nos emocionamos. Muitas campanhas são capazes de gerar sensações indescritíveis, tirando aquelas é claro que atingem nosso  cérebro e nos fazem pensar que precisamos de algo que na verdade nem sentiríamos falta não fosse o estímulo criado por elas.

Todo esse blablablá foi pra introduzir um vídeo de uma propaganda experimental criada para a BMW. Vejam que interessante:

Como uma pessoa se lembra dos anúncios?

A BMW fez um experimento em que ao projetar um comercial numa sala de cinema, utilizou-se de uma tecnologia capaz de gerar um flash e assim que as pessoas fechassem seus olhos, elas enxergariam as letras BMW.
O vídeo abaixo explica que o efeito é semelhante a olhar para o sol por muito tempo, quando você fecha os olhos, você ainda pode ver uma mancha . BMW usou isso para sua vantagem, piscando uma tela brilhante durante o seu comercial, que incluía um recorte da letras BMW , então quando o público foi orientado a fechar os olhos, viram BMW projetado contra as pálpebras.

É publicidade criativa (inofensiva?) e o público parecia extremamente impressionado com o efeito.

E você, o que acha disso? Criatividade, Inovação, mensagens subliminares?

Para qual caminho a Propaganda de hoje está caminhando?

Com informações do Gizmodo

Infográfico: Atores que mais morrem em filmes

17 dez

Encontrei esse Infográfico e achei bem interessante, apesar de estar faltando algumas informações, ou atores que sempre morrem mas não estão listados aqui. De qualquer forma, não deixa de ser legal!

Fonte

Maptor:Artigo de necessidade para viajantes!

15 dez

Usando a tecnologia de projeção, o Maptor permite que você projete em qualquer superfície, por exemplo, a palma da sua mão, parede,  chão, um mapa para lhe guiar durante a viagem. Isto é possível também graças à um GPS instalado no aparelho que permite encontrar as direções facilmente e as indica no mapa projetado através de uma seta vermelha.

Além de ser um objeto totalmente portátil que você pode carregar no bolso ou pendurado no pescoço, ele também possui funções de zoon in e zoon out, expandindo e diminuindo o mapa projetado conforme desejado.

Interessante para um público como os mochileiros por exemplo mas será que a moda pega se temos tantas possibilidades, como smartphones ou o próprio GPS?

 Fonte: Itechtop

Por dentro do Google DemoSlan

1 dez

Provavelmente estou meio atrasada mas descobri hoje o Google DemoSlan e achei sensacional!

Trata-se de um novo projeto  interessantíssimo do Google criando uma competição entre  2 vídeos demonstrativos sobre o que as tecnologias do Google são capazes de fazer no cotidiano.Você assiste aos 2 vídeos e vota em um! E o mais legal é que qualquer um pode enviar seu vídeo e de acordo com a votação vai sendo criado um ranking.

No dia de hoje o vídeo que possui o maior número de votos demonstra a funcionalidade do Google Goggles (não conhece? Clique aqui!), o reconhecedor de imagens para Android que permite achar informações apenas tirando fotos. Poxa, essa funcionalidade eu vou admitir que eu também não conhecia e é incrível. Um dos melhores avanços da tecnologia na busca de informações. Imagine-se andando na rua de algum lugar desconhecido, então você fotografa algum  ponto turístico e o Google te retorna com todos os links e infos sobre ele! WOW! Neste vídeo, os rapazes simpáticos tentam reproduzir a imagem do Monte Rushmore e testam o Google Goggles para ver se ele reconhece e retorna a informação correta e não é que dá certo? Fiquei com muita vontade de ter um celular com Android agoraaa!rs

Outro vídeo que gostei bastante foi o dessas japonesinhas modernetes que utilizam a Busca de Imagens da melhor forma possível para testar roupas/modelitos. Veja:

Tem um muito legal também sobre o Google Translate, que demonstra umas meninas pedindo comida em tailandês graças ao ajuda da ferramenta. Essa também é outra ferramenta que só avança hein!

A ideia principal do projeto é mostrar como falar de tecnologia pode ser divertido. Mas é claro que trata-se de mais uma vitrine para o Google. Espertinhos!

De qualquer forma, a gente sempre se surpreende com o Google não é mesmo?

Brincando de dj com o Google Translate

1 dez

Não se espante porque isso não é loucura minha mas sim de um pessoal que descobriu que dá para transformar o Google Translate numa verdadeira beatbox. É bem facinho, basta seguir os passos abaixo:

1-Entre no Google Translate (in english)
2-Selecione o tradutor para German to German
3-Copie e Cole o seguinte: pv zk pv pv zk pv zk kz zk pv pv pv zk pv zk zk pzk pzk pvzkpkzvpvzk kkkkkk bsch
4-Clique em Listen e divirta-se 😉

E não é que funciona?

Bom parece que essa notícia se espalhou e acabaram achando várias outras combinações como:

Technocopter, Helicopter and Dubstep.

Abaixo seria um pequeno guia pra você criar seus próprios beats

zk = suspended cymbal
bschk = snare
pv = brush
bk = bass
tk = flam1
vk = roll tap
kt = flam2
kttp = flam tap
krp = hi hat tap
pv = short roll
th = better hi hat
thp, ds = instant rimshot.

Acho que não há uma explicação técnica de como isso ocorre, mas provavelmente seja devido a uma peculiaridade do som das consoantes em alemão que são reproduzidas no google translate de uma maneira que lembrem uma bateria. Bom, o que importa é que dá para se divertir um pouco,rs!

Fonte : TechCrunch