Facebook: o novo vício?

17 jan

Um dos assuntos que eu mais gosto de explorar é como o acesso à tecnologia, especificamente à internet vem mudando nossos hábitos de comportamento e pode ser tanto prejudicial como benéfico.

Tudo depende é claro do uso que se faz dessas ferramentas como as Mídias Sociais mas é inegável que elas proporcionam um intenso grau de exposição de nossa vida, nossos dados/informações.

Muitas vezes isso é bom e necessário, servindo de vitrine para que as pessoas possam nos observar, e assim nosso ego se inflar um pouco mais ao ver vários comentários e curtir em uma postagem no Facebook por exemplo.

É disso que fala esse vídeo. São vários motivos para você se converncer de que não precisa ter uma conta no Facebook.

Eu gostei da ideia, aliás já cometi o orkuticídio, mas ainda acho necessário manter um perfil no Facebook, essa rede que só está crescendo. Talvez seja uma questão apenas de diminuir o tempo e número de vezes que acesso o site!

Reflita!

5 Respostas to “Facebook: o novo vício?”

  1. Luiz Neto 28 de janeiro de 2011 às 8:10 AM #

    DE fato a dependência que algumas pessoas tem de redes sociais é algo um tanto quanto preocupante.
    Andei falando sobre algumas vezes também, pois cada dia mais a gente pode observar algumas mudanças de comportamento que muitas vezes é prejudicial, falo isso pelo fato da exposição aumentar e hoje infelizmente o mundo está mudando numa velocidade incrivel e nada mais é como era antes.

    Quando falo de exposição, falo da exposição que presencio em redes, como garotas se expondo e expondo seus corpos, mães que saem colocando fotos de seus filhos, quase como registrando cada segundo do seu filho e expondo na rede onde qualquer um tem acesso.

    Enfim, eu sinceramente me preocupo muito com o novo acesso a tecnologia que qualquer um pode ter, da ciança ao mais experiente, do mocinho ao vilão, pois é preciso também se ter uma educação sobre os perigos que isso pode representar.

    Achei o video muito legal, confesso que tenho contas tanto no Orkut como no Facebook e não sou viciado, mas um dia já fui se posso assim dizer, pois me conectava todo os dias e mais de uma vez por dia, como vendi isso??

    Coloquei outras prioridades em minha vida, como no video ele mesmo propõe, ou seja, É MELHOR TER 4 ou 6 AMIGOS DE VERDADE DO QUE, 848 virtuais.

    Outra coisa, passei a utilizar essas redes, apenas como um mecanismo de divulgação de noticias e de meu blog, ou seja, agora dou a essas ferramentas um carater de ferramentas para meu blog e assuntos interessantes.

    Enfim, parabens pelo post, legal e fazia tempo que eu não aparecia aqui, mas parabens também pelo novo design.

    Até a proxima.

    • Monique Ribeiro 28 de janeiro de 2011 às 8:18 AM #

      É isso aí Luiz, eu também acho que tudo depende da forma como nós utilizamos essas ferramentas, no caso as mídias sociais. Elas podem nos ajudar bastante quando tomamos certos cuidados e optamos por não nos expor demasiadamente na rede.
      Valeu por visitar o blog e em breve eu vou enfim criar um design de verdade pro blog e um domínio próprio, coisas que esotu enrolando há tempos,haha!

      Valeu, abraços!

  2. Matheus 1 de março de 2011 às 1:15 AM #

    Primeiramente queria dizer que curti seu blog Monique e não vejo a hora da mudança no design (não leve a mal rs… mas o conteúdo é mto bom).
    A respeito da vida virtual tudo depende como vc vê o mundo. Como anda seu ego e se vc tem uma inteligência emocional suficientemente desenvolvida para não meter os pés pelas mãos nas redes sociais.
    O controle está na mão de cada um. E o bom senso também. Sem citar exemplos, a idéia é ‘faça o que tu queres pois é tudo da lei…’ – já dizia Raulzito – mas ele não falou das conseqüências. E isso depende também. Se vc liga ou não do que pensam de vc e está ciente de que nunca saberá 100% tudo o que pensam sobre vc. Até chegar na conclusão de que é simplesmente vc com medo de alguma reprovação alheia. Free your mind! Be yourself and, find your way.
    See ya!😉

    • Monique Ribeiro 10 de março de 2011 às 6:30 PM #

      Oi Matheus! Valeu por se expressar aqui,rs!
      Poxa esse projeto de dar um desing novo pro Blog tá meio engavetado mas vai sair em breve!rs
      Eu concordo contigo, temos que pensar nas consequencias mas também não podemos deixar isso nos paralisar. Isso vale para nossa vida digital!

      Beijos

Trackbacks/Pingbacks

  1. Identidade e Facebook: “Você não precisa de 848 amigos” « thalles.blog - 18 de janeiro de 2011

    […] Soa como se estivesse repetindo um texto de alguns anos atrás, não? Com certeza me vem o Orkut a mente e todos os discursos pessimistas de “viva a vida real”. O estranho é que esse texto é de um vídeo recente, produzido na terra de Zuckerberg (originalmente encontrado no blog Ideias Fervilhantes). […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: