Tag Archives: internet

Como será a sua vida em 2020 com todos os avanços tecnológicos?

23 maio

No final do ano passado, a revista Forbes pediu à Frog Design para ajudá-los a prever o futuro em 2020. Em dezembro, realizou uma oficina em San Francisco que trouxe designers, futuristas e jornalistas que se reuniram para pensar sobre o estado atual da computação, como podemos experimentá-la daqui a 10 anos e, talvez mais importante, como podemos fazer a transição para estes futuros possíveis.

O resultado foi um gráfico com vídeos,imagens e conceitos que você pode ver aqui

Como será a nossa vida em 2020 em termos de inovação tecnológica e da internet? O mundo digital passará cada vez mais a se incorporar à vida das pessoas.Em 2020, o computador não é apenas incorporado em cada aspecto de nossas vidas, mas deve tornar-se parte integrante de nós mesmos. Você já tentou imaginar como  o futuro da tecnologia pode influenciar as principais áreas de Serviço Social, viagens, comércio, saúde e mídia? Confira abaixo:

O nosso segundo cérebro, ou “ThingBook”

No futuro,praticamente cada coisa visível será catalogada e indexada, pronto para ser imediatamente identificada e descrita para nós. Quer ir às compras? No futuro não precisaremos de grandes lojas de varejo, com corredores de objetos em exposição. Nós seremos capazes de fazer compras no mundo (veja imagem acima). Você achou interessantes aqueles sapatos da mulher sentada do outro lado da sala? Ou gostou de um modelo novo de carro que viu na rua? Tudo que você tem a fazer é olhar para eles com seu seu telefone móvel ou óculos AR equipado e vai identificar o objeto e procurar o melhor preço e varejista.

Bodynet


Este cenário irá monitorar as condições vitais do nosso corpo e calcular o resultado de nossas ações . Então, esta tecnologia permite que você aprecie a refeição McDonalds ainda mais, sendo assegurada por um painel de dados flutuantes com infomações sobre o lanche e o efeito em seu organismo.

Whuffie Meter
Curioso sobre o futuro das redes sociais? Whuffie é uma métrica conceitual social com base no que os outros pensam de você. No futuro, esta métrica pode ser realmente usado como dinheiro real. Por que não?  Socializar assumirá completamente novas dimensões quando podemos ver tudo publicamente sobre a pessoa que estamos conversando.

O termo “whuffie”, por sinal, é um termo cunhado pelo autor Cory Doctorow no seu livro. Refere-se à medição de respeito ou karma de uma pessoa ganha ou perde em suas vidas.

Nós vamos testemunhar um reequilíbrio dos nossos espaços físicos e virtuais. Vamos ver um renascimento do século 21 em artes e design centrando abordagens para fazer as coisas, onde você – o indivíduo – vai tomar o lugar central na cultura e comércio.

Ao invés de se contentar em aceitar o anonimato das empresas, vamos redescobrir o valor da autoria. Em 2020, a tecnologia continuará a permitir que os decisores individuais operem  da mesma forma que  apenas as grandes corporações podiam fazer. Testemunha o crescimento dos indivíduos como “marcas-próprias” no espaço da mídia social, transmitindo suas notícias da mesma forma como grandes empresas de mídia.

Os últimos 20 anos têm sido tão cheios de mudanças tecnológicas que a tecnologia e o mundo digital tornaram-se a narrativa dominante na nossa cultura de consumo.

Então, o que ocorrerá tecnologia? Ela começa com a arte, design e você: Há um sentimento de que iremos recuperar um pouco do que nós perdemos em 2010.

Fonte: Design Mind

Infográfico: o atual estado da Internet

9 maio

Este é  um infográfico que mostra informações demográficas sobre a maioria que está na Internet hoje.

Aqui vamos dar uma olhada em como as pessoas estão usando a Internet e o  quanto a quantidade de uso é crescente. Em resumo, podemos ver que há o mesmo número de homens e mulheres que usam a Internet. No entanto, sua idade, escolaridade e nível de renda podem influenciar quanto tempo gastam online.

Clique para aumentar a imagem.

Fonte: Cool Infographics

A essência das Mídias Sociais

21 abr

Vou reproduzir aqui um texto que postei anteriormente no Blog Inovadores ESPM, a respeito do básico e do importante sobre as Mídias Sociais:

Atualmente  Mídias Sociais e Redes Sociais são termos que estão sendo muito explorados. Levante a mão quem ainda não ouviu falar deles.  São vários os motivos para acreditarmos que não é apenas uma onda passageira, mas sim uma tendência a ser estudada.

Como diz Hugh Heiwitt em seu livro “Blog- Entendendo a Revolução que vai mudar seu mundo”, Seres humanos são criaturas de hábitos, porém há a necessidade interna de mudar de de hábitos de tempos em tempos e as pessoas estão mudando de hábitos no que diz respeito à obtenção da informação. Claro isso já aconteceu e não tem volta. Desde a invenção da prensa de Gutemberg , considerado um grande marco para a democratização da informação, as pessoas se organizaram de forma a transmitir e compartilhar as informações, daí o surgimento das Redes Sociais.

Com o advento da Internet, a organização destas Redes Sociais em ambientes virtuais permitiu uma rapidez e amplitude de divulgação das idéias.

De acordo com a Wikipedia:

As “ferramentas de mídias sociais” são sistemas online projetados para permitir a interação social a partir do compartilhamento e da criação colaborativa de informação nos mais diversos formatos. Eles possibilitaram a publicação de conteúdos por qualquer pessoa, baixando a praticamente zero o custo de produção e distribuição ao longtail – antes esta atividade se restringia a grande grupos econômicos.

Ninguém tem tempo de entender tudo, precisamos confiar em intermediários, de acordo com Hugh Heiwitt.

James Surowiecki, em seu livro : A Sabedoria das Multidões cita sua teoria de que grandes grupos agem de forma mais inteligente que especialistas. ” Sob as circunstâncias corretas, os grupos são notavelmente mais inteligentes e, frequentemente, mais espertos do que as pessoas mais espertas que os integram”

Em cima dessas máximas, temos a confirmação de porque as Mídias Sociais fazem tanto sucesso atualmente.

De acordo com Interney, Meios Sociais podem ser:

  • Canais autorais como Blogs, Fotologs e Videologs
  • Canais de Discussão como Fóruns, Listas e Grupos
  • Sites de amizade
  • Sites de compartilhamento de arquivos
  • Sites de construção colaborativa como wikis
  • Um misto de diversas formas acima

O uso das Mídias Sociais também vem sendo percebido como oportunidade pelas empresas para criar uma proximidade com seu público, estreitar relacionamento e monitorar comentários sobre determinada marca ou produto.

O conhecimento flui através das redes que funcionam como fios condutores aproximando ofertas e demandas.  – Para que isso ocorra com  com a maior intensidade possível é necessária a existência de um ambiente que proporcione o estabelecimento de laços de confiança e reciprocidade entre as pessoas. Citação retirada do livro Redes Sociais – Como empresários e executivos de vanguarda as utilizam para obtenção de resultados.

Com isso novas profissões surgiram no mercado como Analistas e Gerentes de Mídias Sociais .

Muito se aposta para saber até quando durará o fervor das Mídias Sociais. Mas o mais importante agora é saber que elas fazem parte de um intenso processo de mudança na forma como todos obtemos e compartilhamos as informações e saber tirar o melhor proveito disso.

Para você que se interessa por este assunto e gosta de estar antenado com tudo o que acontece a respeito, haverá em junho aqui em São Paulo o Social Media Brasil, o principal evento de mídias sociais brasileiro. Grandes nomes internacionais e nacionais estão confirmados para palestrarem nos 2 dias de evento. Dá um look:

Imperdível não é? Haverá muita troca de conhecimento e networking, disso eu tenho certeza!

As inscrições já estão abertas e é melhor correr pois é um evento super disputado! Inscreva-se 😉

Infográfico de SEO

20 abr

Abaixo um excelente Infográfico sobre SEO (Search Engine Optimization) e sua importância. Consiste em uma boa idéia para tentar apresentar soluções e explicações para as questões de SEO mais comuns dos clientes:

Fonte: Cool Infographics

Cautela, a regra para se dar bem na rede

19 abr

jornal da tarde_ 19/04/2010

Hoje participei de uma matéria no Jornal da tarde a respeito do uso corporativo do Twitter. Todos nós sabemos o quanto é importante levar a sério esta ferramenta de comunicação e aproveitá-la para gerar resultados positivos seja para uma marca ou uma empresa.

Cada cliente necessita de uma estratégia diferente, levando em conta seus principais objetivos com relação a esse contato mais próximo do consumidor com a marca/empresa. É importante estar sempre muito atento às reações das pessoas em relação ao conteúdo postado e se houver críticas ou reclamações, responder de imediato.

Muitas empresas encaram o Twitter apenas como mais uma plataforma para falar sobre si e difundir propagandas, mas estudos e fatos demonstram que as empresas que mais são bem sucedidas neste canal, são aquelas que criam uma conversa com seus consumidores/seguidores.

Oferecer algo a mais, um serviço relacionado à marca faz parte de uma grande tendência chamada Brand Butler ( sobre esse assunto escrevi no Blog dos Inovadores Espm. Veja aqui) e também é muito importante.

As Mídias Sociais são canais que facilitam a difusão de idéias, geram buzz e interatividade entre as pessoas, mas também podem trazer muitos problemas se não forem usadas corretamente. Temos exemplos recentes de empresas que se deram mal por não se atentarem a detalhes básicos de comunicação e relacionamento, como a Nestlé.

Para ler a matéria completa no Jornal, clique aqui.


#SEIFIT

1 dez

Durante essa semana no período de 01 a 4de dezembro está acontecendo a Semana Integrada da Faculdade de Tecnologia Impacta.

São diversas palestras programadas com assuntos relacionados à Tecnologia, Internet e Mídias Sociais por exemplo.

Ontem estive presente na excelente palestra de Martha Gabriel sobre Redes Sociais: Estratégias e Mensuração. Segue abaixo os slides de sua apresentação:

Para participar das palestras, basta se cadastrar no site da Faculdade. O evento é gratuito.

Reflexões de uma mente saturada

21 out

Existem momentos que a gente se perde em meio a tanta informação, tecnologia, que nada parece fazer sentido. Queremos tanto acompanhar esse ritmo e tentar ficar informado sobre tudo mas claro que é impossível.

Tecnologias novas criadas a cada instante, muitas opiniões disponíveis sobre um mesmo fato para serem consideradas, muitos lugares onde buscar conteúdo, aliás será que sabemos identificar onde realmente há conteúdo ou será que só seguimos o rebanho e concordamos em receber aquele tipo de informação sem questionar talvez porque muitas pessoas as julgam relevantes?

A sensação que fica é que as vezes nem temos tempo para construir uma opinião a respeito de algum fato por exemplo e a quantidade de dados os quais temos acesso nos faz pensar que nunca estamos bem informados, o que a meu ver é algo bom se for saudável, assim estaremos sempre em busca de mais e não estaremos na zona de conforto achando que já sabemos de tudo sobre determinado assunto.

Mas as vezes para estar por dentro de tudo quase tudo e tentar adivinhar tendências é necessário fazer o caminho inverso e ir buscar em outras fontes que talvez nem sejam tão novas assim.Como disse o Gil Giardelli :

A Internet é uma releitura da história da Humanidade

Nem tudo nesse mundo é inovação, as vezes seja apenas uma evolução do que já existia.

Inclusive vou deixar aqui essa incrível apresentação do Gil chamada: “Os Hippies digitais”. Se estiver difícil para carregar clique aqui

Pensando um pouco nisso, ontem a noite me desliguei um pouco da Internet e fui ler a revista VidaSimples, que com certeza me faria acalmar os ânimos e reflexões tratando de temas como bem estar, saúde, espiritualismo e afins. O incrível é que mal abri a revista e já me deparei com um incrível artigo do Ronaldo Bressane sobre; Consciente coletivo e a Cultura Wiki ou de Colaboração. Fiquei impressionada com algumas citações que o autor faz por exemplo à Obra Aberta de Umberto  Eco”  e ao Blog do Gilberto Júnior que orienta um grupo de leitura coletiva da Bíblia, ou  quando cita o case da loja Endossa aqui em São Paulo

Claro chegando ao fim da reportagem saí com mais curiosidades, dúvidas e vontade de pesquisar sobre o assunto e não resistindo acabei  parando na internet !Para quem se interessou recomendo muito que clique aqui e vá até o Blog Impostor do Ronaldo Bressane, o autor do texto, onde ele conta como escreveu esse artigo!

Na mesma revista li algo que me fez me sentir bem melhor! Sabe o fato de termos que armazenar cada vez custom-windows-mobile-developmentmais informações e nosso cérebro não dar conta? Pois é, há uma teoria derivada de uma pesquisa de David Allen, um consultor empresarial americano, que defende o  fato de atualmente não termos que armazenar tantos dados e informações , pois eles estão nos nossos aparelhos eletrônicos. Em seu livro Making it All Work ele diz que essa “transferência de responsabilidade” de nossas mentes para nossos aparelhos eletrônicos, pode nos livrar de consequências como o stress.

Sabe que eu já havia pensado em algo parecido. É como quando se está com a mente saturada e se escreve para transferir para o papel ou para a tela de um computador as suas idéias, reflexões,devaneios, se sentindo assim mais leve depois!

Se você anda se sentindo assim, meio saturada(o) e quer dar um tempo de tudo, saia do quadrado, reinvente-se,seja curioso.  Ouça o som de um instrumento exótico e desconhecido chamado didgeridoo, descubra o que significa Serendipidade, conheça Osho, leia essa reportagem na Época:Chega de Pensamento positivo!Pesquisadores canadenses demonstram que ele até dá resultado. Só há um problema: é o resultado oposto.

Enfim recicle-se e dê oportunidade para que o acaso atravesse sua vida. Acredito realmente que as grandes idéias e oportunidades estão as vezes onde nem imaginamos! 😉