Tag Archives: Propaganda

Propaganda experimental da BMW e reflexão sobre que caminho a Publicidade está tomando

20 dez

Ando pensando muito no real papel que a Propaganda/ Publicidade desempenha para nós e cada vez mais chego à conclusão de que poderiam ser feitas de uma maneira diferente. Como seria um mundo onde todo o esforço criativo gerado nessas campanhas e o poder exercido por elas sobre nós fosse direcionado para qualquer outra coisa que não fosse o consumo de bens, ideias, serviços.

Quantas vezes vemos um vídeo, uma imagem ou até mesmo um texto publicitário e nos emocionamos. Muitas campanhas são capazes de gerar sensações indescritíveis, tirando aquelas é claro que atingem nosso  cérebro e nos fazem pensar que precisamos de algo que na verdade nem sentiríamos falta não fosse o estímulo criado por elas.

Todo esse blablablá foi pra introduzir um vídeo de uma propaganda experimental criada para a BMW. Vejam que interessante:

Como uma pessoa se lembra dos anúncios?

A BMW fez um experimento em que ao projetar um comercial numa sala de cinema, utilizou-se de uma tecnologia capaz de gerar um flash e assim que as pessoas fechassem seus olhos, elas enxergariam as letras BMW.
O vídeo abaixo explica que o efeito é semelhante a olhar para o sol por muito tempo, quando você fecha os olhos, você ainda pode ver uma mancha . BMW usou isso para sua vantagem, piscando uma tela brilhante durante o seu comercial, que incluía um recorte da letras BMW , então quando o público foi orientado a fechar os olhos, viram BMW projetado contra as pálpebras.

É publicidade criativa (inofensiva?) e o público parecia extremamente impressionado com o efeito.

E você, o que acha disso? Criatividade, Inovação, mensagens subliminares?

Para qual caminho a Propaganda de hoje está caminhando?

Com informações do Gizmodo

Anúncios

Lacta e o Crowdsourcing Advertising

4 abr

Para promover sua barra de chocolate na Grécia, a Lacta e a agência OgilvyOne de Atenas criaram uma mecânica de crowdsourcing para criar um filme de entretenimento da marca com27 minutos. Envolveram o público em tudo desde sugestões de Roteiro, casting de atores e estilo das roupas. Algumas pessoas até participaram dos extras no filme. Durante as filmagens, o público foi atualizado através de um Blog, página no Facebook , Twitter e Youtube. No Valentine´s Day, o filme foi exibido na TV e online com grande sucesso.

Para ver o site oficial e o filme, clique aqui

Crowdsourcing Advertising: o Futuro da Publicidade

20 mar

Esta semana, estive no Webexpoforum, um super evento de Internet e Tecnologia aplicados aos Negócios. Assisti palestras muito interessantes e a primeira delas, inclusive uma das que mais gostei, foi a de Luca Messaggi a respeito de CROWDSOURCING ADVERTISING. Já escrevi sobre a palestra dele no Inovadores Espm, mas faço questão de reforçar aqui também.

Luca é italiano e diretor da Zooppa, uma empresa inovadora que iniciou na Itália, em filiais nos EUA e chegou há pouco tempo no Brasil. A Zoopa é um misto de Rede Social , plataforma de Negócios e Tecnologia.

Como funciona?

As empresas procuram a Zooppa, porque desejam criar anúncios diferentes, originais e relevantes através da colaboração de seus consumidores/clientes. Isso mesmo! A Zoopa possibilita que qualquer pessoa se cadastre em seu site e participe das competições para criar anúncios para determinadas marcas, recebendo assim uma quantia em dinheiro. É bom para as empresas porque automaticamente cria-se um efeito viral em cima de uma campanha e da marca, além de todo o engajamento com seu público. Além é claro do investimento mínimo, perto dos valores gastos com campanhas convencionais. Esse processo de interação com o público e deixar que ele participe do processo de criação de propaganda é o chamado Crowdsourcing Advertising, e faz parte do futuro da Publicidade, de acordo com Luca. Trata-se de um  processo de conexão com o público, dar voz ao coletivo.

Na minha opinião, certamente essa nova modalidade para se fazer propaganda é uma grande sensação e está apenas começando aqui no Brasil. O primeiro cliente da Zooppa aqui no Brasil é a Sky e já está rolando uma competição no site para desenvolver a campanha: De amigo para amigo.

Achei um bem interessante artigo sobre o tema na Adage e inclusive mais referências de empresas que fazem esse tipo de serviço:

OpenAd.net: Fornece a capacidade de gerar idéias publicitárias a partir de uma rede distribuída de mais de 11.500 criativos de mais de 125 países. Grandes marcas como a MTV, Virgin Atlantic e a DaimlerChrysler já contrataram seus serviços.
CrowdSpring:  possui uma rede de mais de 20.000 criativos de 140 países que competem para oferecer logotipos, site e idéias relacionadas a design para médias e pequenas empresas . Os resultados finais são impressionantes, como  literalmente centenas de apresentações feitas pelos designers .

Idéias inspiradas pelo CROWDSOURCING

FFFFound!: O site permite aos usuários publicar e compartilhar suas imagens favoritas encontrados na web e, em seguida dinamicamente faz recopmendações baseadas em gostos e interesses de um usuário.

PatternTap: é um dos melhores sites de comunidade para designers de interface à procura de inspiração para resolver problemas de projetos.

COLOURlovers: possui mais de 1 milhão de nomes de cores, centenas de milhares de paletas de cores e padrões, além de comentários e avaliações. Entrevistas com os melhores profissionais criativos são um bônus, assim como  posts com títulos como “The Art of Color: Rothko Meets Web 2.0”.

Neste mesmo artigo da Adage, é citada uma discussão quanto à disseminação do uso de Crowdsourcing pelas empresas. Pode uma campanha criada pelo coletivo ser comparada a algo que uma agência conceituada produz?

Os serviços de crowdsourcing podem ter grandes riscos e recompensas. Pode uma brilhante idéia criativa colocar em risco  uma relação de confiança com um parceiro que vive e ajuda a desenvolver a sua marca, em muitos casos, durante todo um ano? Ambas as abordagens podem coexistir?

Para mim, a criatividade gerada pelo crowdsourcing prova que uma grande idéia pode vir de qualquer um, em qualquer lugar e isso é o suficiente para demonstrar o quanto esse novo pensamento pode ser aplicado aos negócios e realmente dar certo.

Viral da Old Spice e sua paródia

6 mar

Um dos vídeos públicitários que está sendo considerado o mais engraçado de todos os tempos é o do desodorante Old Spice, atualmente com mais de 4 milhões de visualizações no Youtube. No ranking mostrado pela Adage, este vídeo desbancou o vídeo do Doritos que vinha sendo o mais visualizado durante as últimas semanas, e alguns remanescentes do SuperBowl e Jogos Olímpicos de Inverno. Mas o que este comercial tem de tão interessante para ter virado um viral? Confira abaixo e divirta-se:

Como muitos dizem por aí um meme só se torna um meme quando é parodiado. E este comercial da Old Spice fez por merecer. Veja abaixo uma versão de como seria um comercial da Apple inspirado neste hilário vídeo:

Entretando esta paródia não foi muito bem recebida, talvez porque o ator não seja tão engraçado quanto o original.

Ação ousada e surpreendente da GAP

6 mar

Inovação e Criatividade estão presentes em muitas Campanhas Publicitárias mundo afora. Um exemplo desse tipo de campanha foi realizado pela rede de lojas de roupas GAP. Sua agência, a Cosset West,  fez uma ação surpreendente no final do ano passado.

O objetivo era divulgar o Programa de Fidelidade Sprize. As pessoas compravam roupas e ganhavam créditos para gastarem nas promoções de 45 dias depois. Os créditos poderiam ser gastos nas lojas da GAP, Banana Republic e Old Navy. O slogan utilizado era algo como ” Nossas lojas viraram de cabeça para baixo”. E não é que isso aconteceu literalmente?

No período de 6 a 11 de novembro do ano passado, os visitantes da loja GAP da Rua Robson em Vancouver, encontravam tudo virado de cabeça para a baixo. Quase tudo foi invertido, incluindo o logotipo da loja,os manequins que foram parar no teto e até mesmo os carros na frente da loja estava capotados.

Veja abaixo o making off desta ação: